O Aproveitamento Hidroelétrico Laúca está localizado no troço médio do Rio Kwanza, na República de Angola, Província do Kwanza Norte, a 282 km de Luanda, entre os aproveitamentos hidroelétricos de Capanda, a montante, e de Cambambe, a jusante.

A barragem é do tipo gravidade e construída em betão compactado com cilindro (BCC), com uma altura máxima de 132 metros e um comprimento de 1 075 metros, ao nível do coroamento, situado à cota (855,00). Os Níveis de Máxima Cheia (NMC) e de Pleno Armazenamento (NPA) localizam-se às cotas (852,00) e (850,00), respetivamente. O Nível mínimo de exploração (Nme), também designado como Nível Mínimo Normal na Albufeira, foi fixado à cota 800,00 m.

A albufeira criada pela barragem, inunda uma área com cerca de 185,35 km², com volume total armazenado de água de 5.651,20 hm³.

Quanto aos Órgãos de Segurança e Exploração, a barragem será equipada com um descarregador de cheias, constituído por três vãos iguais onde serão instaladas três comportas segmento, um descarregador de fundo e, em termos de exploração, será equipada com um Circuito de Adução destinado ao funcionamento da Central Ecológica.

A Central Principal, subterrânea, é equipada com seis grupos turbina-alternador do tipo Francis, de eixo vertical, com uma potência unitária de 334 MW, que perfazem, no conjunto, a potência máxima de 2004 MW, sob uma queda útil de 200 m.

A energia produzida será de 8 640 GWh/ano, mediante o acionamento dos alternadores, do tipo síncrono, com a potência unitária de 371 MVA à frequência de 50 Hz e velocidade nominal de 200 RPM.

O circuito hidráulico é constituído por 6 tomadas de água independentes, do tipo ilha, com largura total de 162,00 m e altura máxima de 74,40 m desde sua fundação, seguida de poços circulares com 7 m de diâmetro e 115 a 120 m de profundidade, e galerias de adução com uma secção em arco retângulo com 9,00 m de largura e 12,20 m de altura e comprimento médio de 1900 m cada.

Os transformadores elevadores, instalados no deck externo da Central Principal, são conectados a Subestação de 400 kV através de seis linhas de circuito simples com cabos dispostos na horizontal.

A subestação de 400 kV é do tipo convencional, arranjo do tipo barra dupla, disjuntor e meio.