Foi ampliada a área operacional do Aeroporto Sá Carneiro por meio da construção de uma nova plataforma de estacionamento de aviões, com capacidade para 12 aviões de médio/longo curso, praticamente duplicando a capacidade de plataforma existente, e da construção de um novo caminho de circulação (taxiway "Foxtrot") de acesso à pista, com cerca de 1 100 m de extensão.

Estes novos elementos já foram projetados de acordo com as recomendações da International Civil Aviation Organization (ICAO) relativas a infraestruturas para aeroportos da nova categoria F4, aptos a receberem os futuros "New Large Aircraft" (NLA).

A empreitada compreendeu trabalhos de grande volume de demolições, terraplenagens, pavimentação (pavimentos aeronáuticos rígidos e flexíveis e pavimentos rodoviários), drenagem (incluindo dispositivos separadores de hidrocarbonetos), sinalização diurna aeroportuária e infraestruturas para sinalização luminosa, comunicações, abastecimento de energia e iluminação da placa.