Eng.º LAGINHA SERAFIM - MEDALHA DE OURO DA ORDEM DOS ENGENHEIROS

 

De acordo com o Regulamento das Insígnias e Galardões da Ordem dos Engenheiros, “a Medalha de Ouro da Ordem dos Engenheiros destina-se a galardoar quem, a nível nacional ou internacional, pela sua ação e mérito excecional, tenha contribuído de forma muito relevante para o progresso da Engenharia, para o prestígio e missão da Ordem dos Engenheiros ou para o bem comum.”

O Conselho Diretivo Nacional aprovou a atribuição da Medalha de Ouro da ordem dos Engenheiros, a título póstumo, ao Engenheiro Joaquim Laginha Serafim, sendo a homenagem realizada na Sessão Solene do Dia Nacional do Engenheiro 2018.

Congratulamos a família do Eng.º Laginha Serafim e orgulhamo-nos por ter feito parte do seu percurso profissional.

 

 

Lx, 21 Nov 2018

 

PROFESSOR RICARDO OLIVEIRA - PRESIDENTE HONORÁRIO DA IAEG

 

A International Association for Engineering Geology and the Environment (IAEG) aprovou a proposta para a eleição do Professor Ricardo Oliveira (Presidente da IAEG entre 1991 e 1994) como Presidente Honorário, através de votação no Council, de acordo com o Artigo XII dos Estatutos da IAEG. A proposta foi apresentada na reunião do Council realizada em São Francisco, tendo sido aprovada por unanimidade. O último Presidente Honorário foi eleito há 40 anos, na reunião do Council da IAEG de Madrid, em 1978.

Congratulamos o Professor Ricardo Oliveira por tão notável distinção!

 

 

 

 

Lx, 21 Nov 2018

 

PORTUGAL - ENCONTRO NACIONAL DE BETÃO ESTRUTURAL 2018 (BE2018)

 

Realizou-se entre 7 e 9 de novembro o Encontro Nacional Betão Estrutural 2018 (BE2018), organizado conjuntamente pelo Grupo Português de Betão Estrutural (GPBE) e o Instituto Superior Técnico (IST).

O principal objetivo do BE 2018 resulta da missão do GPBE de se constituir como um fórum privilegiado de divulgação e discussão das realizações mais recentes e inovadoras na área do betão estrutural, nas vertentes da construção e reabilitação, materiais e produtos, normalização, projeto e investigação científica, tendo em conta as atuais prioridades, nacionais e internacionais, em termos de desempenho, durabilidade, sustentabilidade e resiliência das estruturas de betão armado e pré-esforçado.

O Grupo representou-se por diversos colegas do Serviço de Estruturas da COBA S.A, apoiando igualmente o encontro com a presença num stand expositor.

 

 

Lx, 21 Nov 2018

 

PORTUGAL – SEMINÁRIO ANCORAGENS

 

Decorreu nos passados dias 25 e 26 de outubro, no Auditório da EDP no Porto, a 2ª edição do Seminário Ancoragens no Terreno organizada pelo Grupo de Trabalho GT01 da Subcomissão SC10 da Comissão Técnica CT156 – Geotecnia em Engenharia Civil do LNEC. Este evento surgiu no âmbito do processo de revisão das Normas Europeias sobre obras geotécnicas especiais e pretende continuar a promoção da ação de divulgação e aplicação, no sentido de enquadrar o projeto, as tecnologias de execução, os ensaios, a monitorização e manutenção de ancoragens no terreno.

Em nome do Grupo, uma palavra de apreço aos intervenientes neste seminário, em especial aos oradores e à colega Sandra Ferreira, membro da organização.

 

 

 

Lx, 21 Nov 2018

 

PORTUGAL - REABILITAÇÃO DO CANAL GPM DO APROVEITAMENTO HIDROAGRÍCOLA DO VALE DO SADO

 

A COBA S.A. e a Tetraplano estão a realizar o Projeto de Execução para a Reabilitação do Canal GPM do Aproveitamento Hidroagrícola do Vale do Sado. O projeto incluiu um levantamento complementar de secções transversais realizado pela LandCOBA.

Construído pela antiga Junta Autónoma das Obras de Hidráulica Agrícola (JAOHA), durante a década de 40 do século passado, tem como origens de água as barragens de Vale de Gaio (capacidade 68 hm3) e de Pego do Altar (94 hm3). Na obra original, o canal foi revestido com lajetas tipo rosacometta tendo, entretanto, sido sujeito a pequenas intervenções de reparação e reabilitação.

O canal GPM, com um desenvolvimento total de 46,68 km, tem início na barragem de Pego do Altar e divide-se em 3 troços principais: Canal GPM Morto ou Canal Grande da Barragem, entre a barragem e o nó da Romeiras (com um total de 1,37 Km), o Canal GPM1, entre o nó das Romeiras e a saída do Túnel de Vale de Matança (com um total de 11,45 km), e o Canal GPM2, daquele ponto até à descarga terminal na Ponta de S. Luís (com um total de 33,86 km). Beneficiando cerca de 2 610,4 ha, os canais GPM1 e GPM2 regam maioritariamente arroz com rega de superfície.

Ao fim de mais de 60 anos exploração, tanto o canal, como os órgãos de exploração, segurança e apoio acusam o desgaste e os danos inerentes à sua idade e condições geotécnicas, comprometendo o seu adequado funcionamento.

O objetivo do projeto é a reabilitação dos troços do canal GPM em pior estado de conservação e os aterros de entre pontes de Palma e das Malhadinhas.

 

Lx, 21 Nov 2018

 

PORTUGAL - AEROPORTO DA HORTA

Elaboração do Estudo Prévio da Reabilitação Total da Pista 10-28 do Aeroporto da Horta, para a ANA – AEROPORTOS DE PORTUGAL S.A.

O Aeroporto da Horta, situa-se na lha do Faial e foi inaugurado em 1971 sendo ampliado em 1991 e tendo obras de reabilitação em 2002.

A pista do Aeroporto da Horta, com a designação 10-28, tem o comprimento de 1595m e largura de 45m. Atualmente esta pista apresenta uma degradação importante do seu pavimento, que carece de uma reabilitação generalizada.

Em resultado de concurso público foi adjudicado à COBA S.A. em Maio de 2018 a realização do Estudo Prévio da Reabilitação da Pista 10- 28 do Aeroporto da Horta, que compreenderá a definição planimétrica e altimétrica da pista, a definição do seu pavimento, incluindo determinação do PCN da pista, estudo de drenagem, sinalização diurna e reconstrução da sinalização noturna existente. O estudo terá um prazo geral de execução de 125 dias.

O estudo compreenderá ainda o levantamento topográfico da zona da pista e a caraterização do atual pavimento da pista através da realização de ensaios de carga com deflectómetro de impacto pesado, prospeção e ensaios dos materiais.

 

Lx, 26 Set 2018

 

PORTUGAL - PROJETO DE REABILITAÇÃO DO EMISSÁRIO DE BARCARENA

 

A COBA S.A. iniciou em junho de 2018 os estudos e projeto de Reabilitação do Emissário de Barcarena, contratados pelas Águas do Tejo Atlântico | Grupo Águas de Portugal, integrando-se no programa de Revisão e Elaboração de Projetos de Saneamento da Área da Grande Lisboa - Costa do Estoril, tendo uma duração prevista de 6 meses.

O Emissário possui cerca de 15km de extensão, 588 Caixas de Visita e diâmetros compreendidos entre 200 mm e 800 mm e o objetivo dos estudos é resolução dos problemas de funcionamento da Zona Alta e da Zona Baixa deste emissário.

Os estudos a desenvolver incluem o Projeto de Execução para a Reabilitação do emissário de Barcarena no troço situado a montante do jardim do Cacém (entre as caixas de visita BA0010.00 e BA1380.00), a Revisão do projeto do reforço da capacidade de vazão do emissário de Barcarena no troço entre a travessia do IC19 e o Intercetor (entre as caixas de visita BA1790.00 e BA2880.00) e o Projeto de Execução para a Reabilitação do emissário de Barcarena no troço entre o Intercetor e a Estação Elevatória de Barcarena (entre as caixas de visita BA2880.00 e BA3820.00 a montante da Estação Elevatória de Águas Residuais de Barcarena).

Os estudos encontram-se organizados nas seguintes etapas:
1. Definição da Metodologia de Desenvolvimento do Projeto;
2. Estudos Prévio/Nota Técnica;
3. Modelação do Comportamento Hidráulico-Sanitário (Modelo SWMM ou SEWERGEMS);
4. Projetos de Execução;
5. Documentos Técnico Jurídicos;
6. Documentos de Prevenção;
7. Elementos Complementares;
8. Trabalhos Auxiliares
9. Assistência Técnica

 

Lx, 26 Set 2018

 

PORTUGAL - AEROPORTO JOÃO PAULO II

 

Reabilitação do Pavimento da Plataforma November. Projeto de Execução.

A COBA, S.A. foi adjudicatária em agosto de 2018 de mais um projeto no âmbito aeroportuário, para o cliente ANA – AEROPORTOS DE PORTUGAL, S.A. Consiste no Estudo Prévio, Projeto de Execução e Assistência Técnica do estudo relativo à Reabilitação do Pavimento da Plataforma NOVEMBER, no Aeroporto João Paulo II, em Ponta Delgada, na ilha de S. Miguel, Açores.

Os estudos a realizar compreendem o traçado e pavimentação, com a demolição do pavimento existente e reabilitação e/ou construção de pavimento novo, flexível e rígido, reabilitação da drenagem existente, sinalização diurna aeronáutica e rodoviária da plataforma, reposição da sinalização luminosa e dos serviços afetados, a definição do faseamento da obra, medições e orçamento.

No âmbito do estudo serão executados trabalhos de apoio, nomeadamente a identificação, verificação, atualização e levantamento de serviços e infraestruturas afetadas, com base nos elementos existentes a fornecer pela ANA S.A., levantamento topográfico à escala 1:200 e trabalhos de prospeção geotécnica incluindo carotagem de pavimentos, sondagens e poços de prospeção e ensaios de caracterização dos materiais recolhidos.

O estudo terá um prazo geral de execução de 425 dias (125 dias de projeto e 300 dias de AT).

 

Lx, 26 Set 2018

 

BRASIL - ESTUDOS DE VIABILIDADE TÉCNICA, SOCIOECONÓMICA E AMBIENTAL PARA O ABASTECIMENTO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO ALTO PIANCÓ E BACIAS LIMÍTROFES

 

O Consórcio COBA S.A. / COBA Brasil / ENGECONSULT / TECHNE, liderado pela COBA S.A., encontra-se a desenvolver os Estudos de Viabilidade Técnica, Socioeconómica e Ambiental para o Abastecimento da Bacia Hidrográfica do Alto Piancó e Bacias Limítrofes. Os estudos foram contratados em maio de 2018 pelo Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura, no âmbito do Projeto de Cooperação Técnica BRA/IIC/13/001 – Projeto de Desenvolvimento do Setor da Água – Interáguas – MI, coordenado pelo Ministério da Integração Nacional do Brasil, e têm uma duração prevista de 6 meses, devendo ficar concluídos antes do final de 2018.

O objetivo geral dos estudos é o reforço da adução de água bruta ao estado da Paraíba, para suprir as necessidades de consumo humano e impulsionar a atividade agropecuária da região, mais concretamente nos municípios da bacia do Alto Piancó e das bacias limítrofes, que atualmente se debatem com restrições hídricas importantes, com maior impacto nos períodos de seca extrema e prolongada que ciclicamente afetam o nordeste brasileiro. Face à proximidade da bacia do Piancó relativamente ao canal do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco, este sistema apresenta-se como a origem de água mais provável para concretizar o abastecimento da área de estudo.

O sistema a projetar deverá ter um desenvolvimento da ordem de 20 km, inclui canais, estações elevatórias e reservatórios, previstos para o transporte de um caudal de cerca de 4 m3/s. Os estudos a desenvolver incluem a identificação, análise e classificação (hierarquização) de alternativas de adução, tendo em consideração requisitos de ordem técnica, económica, ambiental e socioeconómica. Serão avaliadas alternativas considerando diferentes origens de água/ pontos de captação, soluções técnicas para as várias obras, variantes de traçado e pontos de restituição.

Os estudos encontram-se organizados nas seguintes etapas sequenciais:

1. Estudos de Concepção e Identificação das Alternativas
Etapa inicial de identificação exaustiva de alternativas para o projeto, durante a qual é feita uma primeira seleção das soluções mais interessantes e que justificam análise mais detalhada nas etapas subsequentes, incluindo a avaliação das demandas de águas, disponibilidades e balanço hídrico com vista à definição da vazão de projeto.


2. Elaboração dos Estudos de Viabilidade Técnica, Económico-Financeira e Socioambiental Consiste na fase de desenvolvimento e detalhamento das soluções com maior potencial para dar resposta aos objetivos do projeto, culminando na análise da viabilidade técnica, económico-financeira e socioambiental das alternativas.


3. Classificação das Alternativas
Etapa final dos estudos, onde será feita a classificação e hierarquização das alternativas em análise por meio da aplicação de técnicas e metodologias de análise multicritério e multiobjectivo.

Os resultados destes estudos permitirão dotar o Ministério da Integração Nacional dos elementos necessários para uma tomada de decisão informada e consistente quanto á melhor solução para suprir os défices hídricos da região do Alto Piancó e para o prosseguimento dos estudos com vista à concretização desse abastecimento.

 

Lx, 26 Set 2018

 

PORTUGAL - GESTÃO DE FENÓMENOS EXTREMOS

Respondendo a um convite da revista técnica e científica Indústria & Ambiente, a COBA, contribuindo com o conhecimento e investigação desenvolvida no âmbito dos seus projetos, participou na edição temática dedicada à “Gestão de Fenómenos Extremos” (número 110 – maio/junho 2018) com um artigo intitulado “Avaliação dos Impactos das Alterações Climáticas nos Recursos Hídricos. Caso de Estudo: Bacia do Rio Limpopo”.

Da autoria das Eng.ªs Maria João Calejo e Mariana Correia (Grupo COBA), com a colaboração do Eng.º José Luís Teixeira do Instituto Superior de Agronomia, a versão integral do mesmo encontra-se disponível em...

 

 

 

 

Lx, 27 Ago 2018

 

RANKING ENR – ENGINEERING NEWS-RECORD

 

A COBA Portugal - empresa do Grupo COBA - integra a 138ª posição do ranking das Melhores 225 empresas internacionais de consultoria de engenharia (Top 225 International Design Firms) da ENR – Engineering News, tendo registado uma subida de 56 lugares em relação à edição de 2017.

A empresa volta a ser reconhecida pela qualidade dos serviços que desenvolve internacionalmente, refletindo igualmente um investimento continuado na inovação tecnológica e na promoção das melhores práticas de gestão do seu capital humano.

Parabéns a toda uma equipa que, assim, renova a sua contribuição para o prestígio da engenharia portuguesa no país e no estrangeiro!

 

Lx, 27 Ago 2018

 

AUSTRIA - 26th CONGRESS & 86TH ANNUAL MEETING (ICOLD 2018)

 

A International Commission On Large Dams (ICOLD) é uma Organização Internacional não-governamental que promove um fórum de partilha de conhecimento e experiência na engenharia de barragens.

A organização lidera os profissionais assegurando que as barragens são construídas com segurança, eficiência técnica e económica e sem efeitos prejudiciais no ambiente.

O Grupo foi representado por António Morgado com uma comunicação intitulada: Ribeiradio Dam Foundation Treatment – Design, Effectiveness, Control and Performance.

 

 

Lx, 27 Ago 2018

 

 

PORTUGAL - 16º CONGRESSO NACIONAL DE GEOTECNIA - FORTE PARTICIPAÇÃO DO GRUPO COBA

z

 

Decorreu no passado mês de Maio, em S. Miguel, o mais importante evento nacional na área da Geotecnia e que ocorre de 2 em 2 anos. O GRUPO tem participado em todas as edições do Congresso ocorridas até à data e, este ano, apresentou 4 comunicações através de duas das suas empresas participadas.

O Diretor do Serviço de Geotecnia da COBA SA, Virgílio Rebelo, fez ainda parte dos ilustres convidados da Organização / Presidente da Sociedade Portuguesa de Geotecnia, como orador nas 6ªs Jornadas Luso-Espanholas de Geotecnia.

 

 

 

 

 

 

 

Lx, 27 Ago 2018

 

BRASIL – INSPEÇÃO DE SEGURANÇA REGULAR E PROJETO DE ADEQUAÇÃO DA BARRAGEM DA SIX, S. MATEUS DO SUL – CURITIBA

A COBA BRASIL está a realizar para a Petrobras – Petróleo Brasileiro S.A. (Superintendência da Industrialização do Xisto) o Projeto Executivo de adequação da barragem da SIX, incluindo também uma Inspeção de Segurança Regular, conforme art. 9º da Lei Federal n.º 12334/2010 e Portaria n.º 20/2018 do Instituto de Águas do Paraná.

A barragem, localizada no rio Canoas, integra o complexo da Usina Protótipo do Irati (UPI) e encontra-se na Unidade de Operações de Industrialização do Xisto, em S. Mateus do Sul, a 140 km de Curitiba, estado do Paraná. A barragem represa no rio Canoas o volume de aproximadamente 1.500.000 m3, correspondente à drenagem da bacia hidrográfica de 13 km2. O Brasil é dono de uma das maiores reservas do mundo de xisto, cujo principal depósito é a formação de Irati, situada predominantemente na região sul do país. O processo - patenteado pela Petrobras - consiste em extrair a rocha da mina, encaminhar para uma unidade de processamento e aquecê-la. Os produtos (óleo de xisto e gás de xisto) são resfriados e coletados.

As obras civis da barragem foram construídas no período de 1965/1967 com o objetivo de formar uma represa, cuja finalidade principal era armazenar e manter molhado o resíduo da pirólise do xisto. Após alguns anos de utilização do reservatório, decidiu-se por não mais operá-lo e o processo produtivo foi alterado, não tendo a barragem a mesma função inicial, servindo hoje em dia apenas para controlar as cheias do rio Canoas.

A barragem é de terra compactada, homogênea, com aproximadamente 400 m de comprimento, 14 m de altura e 3,5 m de largura de crista, sendo separada em dois barramentos, por uma estrutura de concreto, onde se localizam os dispositivos de extravasão, operação e controle.

Além do Relatório de Inspeção Regular, o projeto inclui implementar a funcionalidade de borda livre mínima e capacidade de extravasão da barragem para chuva decamilenar, através da construção de mureta em concreto para alteamento da barragem, e projeto de instrumentação da barragem com medidores de nível de água.

Lx, 27 Ago 2018

 

BRASIL - ELABORAÇÃO DE PROJETOS EXECUTIVOS DE SOLUÇÕES TÉCNICAS PARA 14 PONTOS DE PASSIVOS AMBIENTAIS IDENTIFICADOS NA LINHA VERDE (BA-099)

 

A COBA BRASIL encontra-se a elebobrar para a Concessionária Litoral Norte – CLN os Projetos Executivos de Recuperação de 14 áreas de Passivos Ambientais, que incluem projetos de terraplanagem, drenagem e obras de estabilização, bem como a elaboração de Programas de Recuperação de Áreas Degradadas – PRAD.

As áreas de Passivos Ambientais estão localizadas ao longo da Linha Verde, rodovia estadual BA-099, localizada no nordeste do Estado da Bahia até à divisa com Sergipe. A sua construção foi concluída em 1993 está atualmente sob a administração da CLN.

A vistoria de campo possibilitou evidenciar, nos diferentes pontos de passivos ambientais sinalizados pela CLN, dentro da faixa de domínio estendendo-se inclusive para fora desta, a existência de processos erosivos intensos como sulcos, ravinas e voçorocas, além de pequenos deslizamentos de massa e, em poucos casos, a ocorrência de assoreamento de cursos d’água, gerando assim grandes prejuízos ao meio físico e colocando em risco a segurança operacional da rodovia.

A ação antrópica devido à construção da Linha Verde sem a aplicação correta de técnicas e soluções de engenharia tem contribuído para o agravamento de problemas ambientais, associados à execução de cortes e aterros e expondo a superfície dos taludes contra a ação dos agentes e processos intempéricos. Desse modo, a elaboração dos Projetos Executivos levará em consideração os fatores climáticos e a dinâmica hídrica atuante no local, os processos geológicos e geomorfológicos que contribuem para a instabilidade e degradação, as propriedades físicas e químicas do solo bem como a dinâmica de seu uso.

A COBA BRASIL, a partir de sua experiência na elaboração de projetos executivos de engenharia e meio ambiente, proporcionará que o Cliente possa adotar medidas e técnicas de recuperação dos cortes e aterros afetados pelos processos erosivos aplicando técnicas da engenharia e da bioengenharia, cujo sucesso dependerá de um correto entendimento dos fatores anteriormente citados.



Lx, 27 Ago 2018

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Os seus dados pessoais – nome e endereço eletrónico – serão guardados pela COBA Holdings, S.A. com o objetivo de serem utilizados para o manter informado dos momentos importantes na vida das empresas do Grupo COBA, através do envio de uma Newsletter eletrónica. Os seus dados serão utilizados exclusivamente para este fim e nenhum outro. Poderá exercer os direitos de oposição, acesso, retificação e esquecimento dos dados pessoais facilitados, por escrito, dirigido à Direção de Comunicação e Responsabilidade Corporativa - Serviço COBANews, COBA Holdings,S.A., Avenida 5 de Outubro, 323, 1649-011 LISBOA, ou por email para cobanews@cobagroup.com